Acesse também:

Fechar

Acesso para Empresas

Se você é uma empresa e cadastra vagas e busca profissionais, acesse aqui.

  • Esqueci minha senha
  • Já possuo a senha

Acesso para Candidatos

Se você é um candidato e deseja acessar seu curriculo e/ou atualizá-lo, acesse aqui.

Busca de Vagas

Cadastro de Vagas

Cadastre-se Grátis

Cadastro de Currículos

Cadastre-se Grátis

PARCEIROS

CLIENTES

SIGA-NOS

Artigos e Dicas

O papel do Novo Líder nas Organizações

voltar

Jim Collins é um dos mais respeitados pensadores do mundo dos negócios na atualidade. Também é autor do Best-Seller Built to Last que registrou mais de 3,5 milhões de cópias vendidas em 29 idiomas. Em uma palestra em 2010 nos EUA, revelou alguns segredos para o sucesso de algumas empresas altamente competitivas no mercado.
 
Collins afirma que, em sua grande maioria, as próprias empresas são responsáveis por seus fracassos.  Segundo ele, o diferencial para uma empresa deixar de ser vista como boa para se tornar excelente no mercado é resultado do trabalho de seus Líderes.
 
E o sucesso desta liderança consiste em manter a equipe motivada, sendo preciso que a empresa esteja aberta a novas sugestões, investindo em projetos inovadores e oferecendo o suporte necessário para o crescimento de seu Capital Humano.
 
"O ingrediente mágico entre os grandes CEOs não está em sua genialidade ou competência, mas em sua humildade e boa-vontade". Os verdadeiros líderes são pessoas que desenvolveram capacidades individuais, de equipe e de administração, conseguindo comandar, dar direção, mobilizar e transformar o grupo. Collins destaca que dentre as habilidades executivas de liderança, a principal delas é saber “escolher as pessoas certas e colocá-las nas posições certas".  Afirma ainda que uma equipe comprometida garante o sucesso da organização por que:
 
- Pessoas certas se encaixam nos valores da organização;
- Pessoas certas não precisam ser gerenciadas de perto;
-Pessoas certas compreendem que não tem emprego, mas sim responsabilidades;
- Pessoas certas fazem acima dos 100% do que realmente se propuseram a fazer;
- Pessoas certas têm uma enorme paixão pela empresa e pelo trabalho que executam.
 
Para ele, os lideres deveriam dedicar a maior parte de seu tempo para contratar, treinar e avaliar pessoas. Se a empresa fosse um avião, o comandante deveria ter quatro prioridades que seriam:
 
1ª.  Embarcar as pessoas certas e desembarcar as erradas;
2ª. Colocar as pessoas certas nos lugares certos;
3ª. Definir a rota junto com estas pessoas;
4ª. Não descansar enquanto 90% das pessoas, estivessem orientadas e posicionadas.
 
Embora possa parecer tempo demais dedicado a essas atividades, seus resultados facilitam a decisão na hora de promover, transferir ou demitir pessoas, além do aumento do aproveitamento de pessoas no que elas possuem de melhor, posicionando-as nos lugares certos, aumentando consideravelmente sua produtividade e motivando-as para o trabalho.
 
O principal desafio para um verdadeiro líder consiste em descobrir talentos. Longe do olhar frio e crítico sobre um currículo, enxergar o histórico deste profissional, pois todo mundo, sem exceção, deixa um rastro durante a vida, mostrando uma clara tendência para o futuro. A personalidade, ao contrário do que muitos pensam, é relativamente estável e, portanto, previsível. Coloque pessoas com rastro impecável e aptidão para a vaga, e as chances de acertar uma contratação aumentarão. O papel do RH estratégico contempla o envolvimento das lideranças da organização nos processos de contratação. O líder deve se disponibilizar, em total sintonia, para participar da seleção para todos os cargos estratégicos, envolvendo-se com as etapas do processo para assim garantir o sucesso de cada contratação.
 
 
Ana Maria Ramos
Consultora de Recursos Humanos
CENTRAL DO TRABALHO Recursos Humanos