Acesse também:

Fechar

Acesso para Empresas

Se você é uma empresa e cadastra vagas e busca profissionais, acesse aqui.

  • Esqueci minha senha
  • Já possuo a senha

Acesso para Candidatos

Se você é um candidato e deseja acessar seu curriculo e/ou atualizá-lo, acesse aqui.

Busca de Vagas

Cadastro de Vagas

Cadastre-se Grátis

Cadastro de Currículos

Cadastre-se Grátis

PARCEIROS

CLIENTES

SIGA-NOS

Artigos e Dicas

Postura e Adequação nas Entrevistas de Emprego

voltar

Para as empresas, selecionar candidatos para ocupar as diversas vagas disponíveis, não é tarefa fácil. Além das atribuições curriculares como a formação, experiência, conhecimentos técnicos e vivência na área à qual está pleiteando a vaga, a empresa deverá avaliar o perfil comportamental, ou seja, as habilidades e capacidades demonstradas pelo candidato durante as etapas do processo seletivo.
 
Além das observações dos entrevistadores, existem ferramentas que avaliam estas habilidades e que podem garantir a assertividade na nova contratação, pois o novo colaborador deverá estar alinhado à cultura e valores da empresa e demonstrar que possui as competências necessárias para fazer parte do time.
 
Portanto, um processo seletivo pode contemplar várias etapas, desde a realização de entrevistas e testes de avaliação com profissionais da área de Recursos Humanos às avaliações dos contratantes (coordenadores, supervisores, gerentes e diretores).
 
Diferente dos modelos adotados pelas empresas no passado, que valorizavam o perfil técnico do profissional e sugeriam um plano de carreira ao longo dos anos, hoje as  empresas buscam  profissionais que demonstrem a capacidade de trazer resultados e solucionar problemas com sucesso no dia-a-dia de trabalho. Por esta razão os processos seletivos estão cada vez mais complexos e necessitam do apoio de consultores especializados na área, uma vez que o perfil comportamental, ou seja, as habilidades individuais demonstradas equivalem-se ou mesmo superam a capacidade técnica.
 
Para o candidato, o momento da entrevista representa o fator de maior impacto na decisão da empresa para sua contratação, devendo observar algumas regras básicas.
 
Falar mais que o entrevistador, interrompê-lo ou fazer colocações fora de hora, prejudicam sua performance na entrevista. Falar de menos, para evitar erros ou por timidez, não aproveitando a oportunidade para mencionar fatos relevantes, diminuem sua vantagem sua competitiva com relação aos demais candidatos.
 
Desvalorizar a empresa anterior, superiores ou colegas, causa péssima impressão ao entrevistador, demonstrando sentimentos negativos como mágoa e ressentimentos.
Da mesma forma, valorizar demais a empresa anterior, superiores e ex-colegas, pode transmitir a ideia de uma possível frustração, ou dificuldades para aceitar novas situações.
 
Mostrar exagerada preocupação com salário e benefícios, no momento da entrevista pode indicar uma preocupação maior com ganhos em detrimento à oportunidade oferecida.
 
Deixar o celular ligado, mostrar desinformação à respeito da empresa ou chegar atrasado para a entrevista, são fatores relevantes no processo e que podem levar à eliminação do candidato.
 
Se todas estas regras básicas forem observadas, ainda sim, não há garantia de sucesso total no processo, pois é preciso que a apresentação  do candidato seja totalmente adequada.
 
A roupa deve ser discreta, elegante, capaz denotar  cuidado e profissionalismo.
Uma candidata que pleiteia uma vaga de staff e se apresentar usando uma roupa diferente, provocante, maquiagem carregada ou  acessórios estranhos, causa má impressão.  O mesmo acontecerá para o homem que se apresentar desalinhado, com a barba para fazer ou usando um tênis, para concorrer a uma vaga na área Comercial da empresa.
 
Também é preciso manter uma boa comunicação corporal que denote segurança.
É importante olhar nos olhos do entrevistador e evitar gestos repetitivos ou nervosos, como cruzar e descruzar os braços ou mexer em objetos que estão sobre a mesa.
 
Não devemos esquecer que o candidato está sendo avaliado desde o primeiro momento em que é contatado pela empresa, inclusive ao telefone. Portanto, mostrar descortesia ou arrogância com o porteiro ou recepcionista no dia da entrevista,  refletirá, negativa e inevitavelmente na avaliação geral.
 
Ana Maria Ramos
Consultora
CENTRAL DO TRABALHO Recursos Humanos